Novo Mundo Artigo

Com o início do inverno, começam as preocupações com as doenças típicas dessa época. O clima seco, com pouca umidade e as mudanças bruscas de temperatura propiciam condições adequadas para o aparecimento de alguns problemas de saúde, principalmente aqueles ligados ao trato respiratório. É o momento típico onde se tem uma maior quantidade de pessoas com gripes e resfriados, asmas, amigdalites, bronquites, pneumonias e rinite alérgica. Porém, todas elas possuem alguns sintomas bastante semelhantes e podem ser facilmente confundidas. Daí, a importância de se conhecer as características próprias de cada uma, os cuidados necessários para a prevenção e tratamento e ter um cuidado mais especial principalmente com crianças e idosos, que são mais susceptíveis.

Em relação à gripe e resfriado, apesar de terem sintomas semelhantes, são doenças diferentes. O resfriado tem duração de quatro e cinco dias, mas em alguns casos pode permanecer por até duas semanas, além de ser transmitido por contato direto entre pessoas. Seus sintomas mais comuns são coriza, obstrução das vias nasais, tosse, dor de cabeça e de garganta, febre baixa e espirros.

Já a gripe, é causada pelo vírus influenza, sendo considerada mais grave e com duração maior. Seus sintomas são parecidos com os do resfriado, porém com febre mais alta e de início repentino, dores no corpo e fadiga. É importante ser diagnosticada e tratada corretamente porque pode desencadear complicações mais sérias como pneumonias e comprometimento dos brônquios.

Outro problema comum e que afeta muitas pessoas é a rinite alérgica. Para se ter uma noção, de acordo com a Associação Brasileira de Alergia e Imunopatologia, 40 milhões de brasileiros sofrem deste problema de saúde. Apesar de ter alguns sintomas semelhantes com os da gripe e resfriado, a rinite é uma reação imunológica causada pelo contato de agentes alérgenos com a mucosa do nariz, causando irritação.

Surgem então sintomas extremamente desagradáveis, como coceira, espirros, secreção nasal e entupimento do nariz. É importante saber que existem vários tipos de rinite, mas a mais comum é a alérgica, causada pela reação do organismo em contato com o pó, bolor, pólen, ervas, árvores e animais, principalmente.

Por isso, no frio, ela se manifesta com mais intensidade, já que as pessoas tendem a ficar em locais mais fechados e usar roupas que estavam guardadas em armários há muito tempo.

Sabendo disso, algumas atitudes importantes devem ser tomadas, evitando ou minimizando os efeitos dos problemas de saúde mais comumente associados com o inverno.

  • Limpar as mãos com água e sabão após tossir ou espirrar, após usar o banheiro, antes de comer e de tocar os olhos, nariz e boca;
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca após o contato com superfícies;
  • Proteger com lenços a boca e o nariz quando for tossir ou espirrar;
  • Evitar aglomerações e ambientes fechados;
  • Arejar o ambiente doméstico, para que receba luz solar e ventilação;
  • Usar apenas tintas para pintar as paredes que inibam a proliferação de fungos, mofos e sem aderência de poeira;
  • Manter as roupas de cama limpas, principalmente cobertores e edredons;
  • Antes de usar as roupas de inverno, elas devem ser lavadas, secadas e arejadas;
  • Manter hábitos de alimentação saudáveis e ingerir muita água;

Rosana de Carvalho
Jornalismo Portal Panorama

Deixe uma resposta

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui