Gostou? Então ajude a divulgar. Compartilhe!

O presidente em exercício da Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg), Bartolomeu Braz, participou na última terça-feira (12) de audiência pública no Senado Federal para discutir os impactos da atuação da BRF no Estado de Goiás. Durante a sessão, Braz apresentou os impactos que ocorrerá na região se acaso a fábrica encerrar a linha de produção de perus em Mineiros, na região Sudoeste de Goiás. “Um terço da população de Mineiros depende do segmento na região. Sem contar os empregos diretos e indiretos gerados pela BRF”, disse.

O documento apresentado pelo presidente mostrou que a BRF atraiu os empresários de Goiás e se consolidou como um segmento que gera renda, emprego, impostos, movimenta a economia de vários segmentos e supre necessidades de parte da proteína para o País e o mundo. “O setor cresceu e se fortaleceu em formato de integração na produção de frangos, perus e suínos. De um lado o produtor com suas organizações e de outro a indústria em plena expansão e ambos, sempre evoluindo”, destacou Bartolomeu Braz.

Segundo Braz, a Faeg vai acompanhar de perto a situação e buscar alternativas para resolver por meio de diálogos com a BRF, entidades e o governo. “Vamos buscar uma saída para resolver da melhor forma toda essa situação. A Faeg está do lado dos produtores”, destacou.

Relação com União Europeia

O ministro Blairo Maggi (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) participou da audiência e disse que a relação com o bloco europeu vai mudar, deixando para trás “um comportamento apenas reativo”. Maggi informou já ter conversado com o ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes, sobre o assunto e, usando uma expressão popular, comentou que, “agora, será uma no prego outra na ferradura”.

O desligamento de frigoríficos que exportavam carnes de aves para o bloco europeu, de acordo com o ministro, ainda tem etapas a serem superadas até que seja revertido. Maggi lembrou que da última missão realizada em janeiro por técnicos europeus até agora não foi enviado relatório com informações sobre o resultado da visita. “Fizeram uma grande incursão no país, visitaram vários frigoríficos, várias granjas e a impressão que nos deixaram foi muito positiva comparada com uma missão anterior”, afirmou.

Operação

Uma das maiores companhias de alimentos do mundo, a BRF possui mais de 30 marcas, entre elas Sadia e Perdigão. A empresa reúne cerca de 13 mil produtores integrados, mais de 30 mil fornecedores (4 mil apenas de grãos, farelos e óleos), 240 mil clientes em todo o mundo e 110 mil empregados.

Fonte: Faeg Senar
Foto: Agência Senado
Jornalismo Portal Panorama

Gostou? Então ajude a divulgar. Compartilhe!
Novo Mundo AQ728x90

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here