Gostou? Então ajude a divulgar. Compartilhe!

Colunista: Jackelyne Dutra – CRMV-GO 05767

A traqueobronquite infecciosa canina ou Tosse dos Canis é uma doença contagiosa, caracterizada por provocar nos cães infecção respiratória de início súbito, secreção naso-ocular e ataque agudo de tosse. A Tosse dos Canis é uma doença causada por múltiplos e, às vezes, combinados agentes etiológicos, dentre os quais o principal é a Bordetella bronchiseptica e o vírus da parainfluenza canina. Os sinais clínicos são dependentes da etiologia. Para cães que se infectaram com um único agente etiológico, a doença é geralmente branda e auto limitante. Mas, é alta a ocorrência de infecções causadas por múltiplos agentes, e consequentemente, o agravamento dos sinais clínicos.

Já foram desenvolvidas vacinas para a maioria dos agentes associados à doença. A imunoprofilaxia é recomendável, principalmente aos animais que costumam ser hospedados em hotéis ou que vão para canis e “pet shops”.

A Tosse dos Canis é uma doença sazonal, ocorrendo mais frequentemente nos meses frios.

As formas de transmissão mais comuns se dão através do contato direto entre cães, ou contato indireto, pelo ar, através de secreções respiratórias.

A tosse que acomete cães com traqueobronquite infecciosa canina é chamada de “tosse de ganso”. Ela pode ser produtiva ou improdutiva, e frequentemente piora com o exercício físico. Pode haver ainda engasgo, ânsia de vômito e corrimento nasal, febre, secreção conjuntiva., anorexia, rouquidão.

As vacinas estão disponíveis contra a maioria dos agentes que tem papel na patogenia da Tosse dos Canis e vem sendo utilizadas em programas de vacinação na rotina clínica. Algumas das vacinas disponíveis são para uso parenteral e outras intranasal. As vacinas de uso intranasal parecem ter melhor efeito, pois induzem uma imunidade local, protegem o animal contra uma infecção e contra a doença e, ainda, não estão sujeitas à interferência dos anticorpos maternos.

O tratamento é muito importante, pois além de proporcionar conforto ao animal, facilitando sua respiração, evitará que infecções secundárias agravem o curso clínico da doença.

Se o seu animal apresenta alguns dos sinais clínicos, procure um Médico Veterinário de sua confiança. Vacine seu animal para evitar que nesses dias mais frios ele contraia a traqueobronquite. A vacina é anual, assim como a V10 e a antirrábica.

Colunista: Jackelyne Dutra – CRMV-GO 05767
Jornalismo Portal Panorama
Foto Capa: Internet

Aviso importante:
O conteúdo exibido nesta seção (COLUNA), apresenta caráter meramente informativo. O Portal PaNoRaMa não se responsabiliza pelo conteúdo dos colunistas que assinam cada texto, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal PaNoRaMa se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins.

Gostou? Então ajude a divulgar. Compartilhe!
Novo Mundo AQ728x90

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here