Gostou? Então ajude a divulgar. Compartilhe!

Em fase final de negociações, a carne brasileira deverá ter exportação ampliada para a China e começará a ser vendida nos mercados da Indonésia e da Coreia do Sul, informou o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi. Segundo o ministro, uma missão chinesa virá ao Brasil para ampliar o número de plantas frigoríficas autorizadas a embarcarem todos os tipos de carnes (bovina, suína e de aves) ao país.

Os coreanos irão importar a carne suína brasileira, fornecida por Santa Catarina, por ser área livre da febre aftosa sem vacinação, enquanto técnicos indonésios ficam no Brasil até sexta (20) para discutir os detalhes. Além disso, brasileiros e russos acertam a retomada do comércio, suspenso desde 2017. O ministro já enviou uma carta às autoridades sanitárias da Rússia informando as medidas adotadas pelo País para retomar os embarques.

Índia
Nesta terça-feira (17), também foi oficializada a importação de embriões bovinos e suínos vivos do Brasil para a Índia, o que aumenta a presença brasileira na Ásia. Desde 2016, o Brasil exporta sêmen bovino para produtores indianos. Maior produtor de leite do mundo, a Índia é o local de origem do gado Zebu.

Porém, o melhoramento genético realizado no gado zebuíno brasileiro trouxe resultados em ganhos de produtividade e o tornou atraente aos produtores daquele país, de acordo com a Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio. Com a abertura para exportação de embriões, o País aumenta a presença na pecuária indiana.

Foto Capa: Rosana de Carvalho
Jornalismo Portal Panorama

Gostou? Então ajude a divulgar. Compartilhe!
Novo Mundo AQ728x90

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here