Agronegócio

Agricultura vai ter selo verde contra a pressão dos fiscais do Meio Ambiente e do Trabalho

Foto: Leonardo Rodrigues
Gostou? Então ajude a divulgar. Compartilhe!

Eumar Novacki, ministro da agricultura em exercício, anunciou, durante o Summit Agronegócio 2017, um novo selo emitido pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) que visa ser um “pacto pela integridade a ser liderado pelo setor produtivo”.

O programa de compliance do MAPA, responsável pelo selo Agro+ Integridade, será lançado no próximo dia 2 de dezembro e pode ser requisitado por todas aquelas empresas que, além de trabalhar dentro desse plano de conformidade, demonstrem sustentabilidade em seus negócios, bem como responsabilidade social.

Segundo Novacki, a presença desse selo sinaliza para o mercado internacional que seu portador produz com o mais alto nível. Ele defende, assim, que a gestão pública moderna tem que ter uma “visão holística” de como as coisas funcionam.

O ministro destaca ainda que “o produtor brasileiro não pode ser penalizado por fazer bem a sua atividade”. Assim, este é um processo estruturado para mostrar como se produz de forma transparente no Brasil. Como empresas, ele tem em conta todos os elos que participam dessa cadeia.

Novacki ainda aponta a importância de manter o diálogo aberto com alguns órgãos como o Ministério do Meio Ambiente para que não haja um “rigor excessivo” acima daqueles produtores que produzem conforme todos os padrões estabelecidos pela lei.

O ministro da Agricultura em exercício, Eumar Novacki, ressaltou, durante o Summit Agronegócio 2017 realizado nesta segunda-feira, 27, que o objetivo da Pasta é ampliar a participação do agronegócio brasileiro no comércio internacional e que o presidente Michel Temer “tem dado todo o respaldo para as ações do setor”. “Queremos chegar a 10% de participação do Brasil no mercado externo”, disse Novacki. “Isso representa mais US$ 30 bilhões na economia brasileira.”

Novacki afirmou que, para atingir esse patamar, é necessário planejamento. Ele defendeu a contribuição do programa Agro+ para melhorar a competitividade do setor e a rapidez no atendimento de demandas dos produtores. “Os problemas que chegam à minha mesa ou do ministro Blairo são resolvidos.”

Fonte: João Batista Olivi – Notícias Agrícolas
Jornalismo Portal Panorama

Gostou? Então ajude a divulgar. Compartilhe!
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top