Agronegócio

Queijos produzidos com leite de Zebu são premiados no maior concurso do Brasil

Gostou? Então ajude a divulgar. Compartilhe!

Os queijos produzidos com leite de Zebu deram show novamente! Dessa vez, eles se destacaram durante o III Prêmio Queijo Brasil, a maior Premiação de Queijos Artesanais Brasileiros. O evento, realizado em São Paulo entre os dias 25 e 29 de outubro, premiou 11 queijos produzidos com leite de vacas das raças Gir Leiteiro, Guzerá e Sindi. Os queijos produzidos com leite de Zebu foram avaliados segundo o sabor, a aparência e a textura. Eles levaram para casa uma medalha de ouro, sete de prata e três de bronze.

O queijo que conquistou o ouro foi o Pardinho Cuesta Reserva. Produzido na Fazenda Santanna, com leite de vaca da raça Gir, é maturado sobre madeiras em caves subterrâneas durante 1 ano e meio.

A Estância Silvana, em Caçapava, no interior de São Paulo, também teve o trabalho premiado. A propriedade é especializada em seleção genética de Gir Leiteiro desde 1962, e há dois anos, a produção de queijo passou a fazer parte do cotidiano da fazenda. Desde então, a criadora Camila Almeida viajou, se especializou e se tornou aprendiz do francês Hervé Mons, um dos maiores queijeiros do mundo.

Na fazenda, são processados 500 litros de leite A2 por dia, produzindo queijos feitos de forma artesanal, mas seguindo as normas sanitárias. O esforço foi recompensado com a nota dos especialistas nacionais e internacionais, dos 7 produtos inscritos, 5 conquistaram a medalha de prata e 1 conquistou a medalha de bronze. “Essa premiação comprova que estamos no caminho certo, porque o queijo é o resultado final do nosso trabalho, e agora também estamos sendo reconhecidos pelos jurados”, comemora a criadora , que, junto com o marido, o diretor da ABCZ Eduardo Falcão, coordena a Estância Silvana.

O queijo Dom Manelito, vencedor da medalha de prata é fabricado desde 2015, na Fazenda Carnaúba, em Taperoá na Paraíba.Feito com leite de vacas das raças Guzerá e Sindi, é maturado durante seis meses. Ele foi criado em homenagem a Manelito Dantas, primo de Ariano Suassuna, proprietários da fazenda produtora de queijos desde 1971. A fazenda já participou das três edições do Prêmio Queijo Brasil e foi premiada em todas as participações. Com tantos prêmios no currículo, a honraria ainda surpreende. “De certa forma surpreende, porque vão chegando mais produtores, vão chegando novos queijos, e se manter premiado fica mais difícil! Só o leite de Zebu mesmo pra conseguir isso!”, afirma Inês Pereira Dantas Vilar, que, ao lado do irmão Joaquim Vilar, gerencia a queijaria do Laticínio Grupiara Fazenda Carnaúba.

Entre os queijos premiados na competição está o Gir, produzido pelo criador Túlio Madureira, com leite 100% Zebu, que garantiu o segundo lugar no concurso. Vale lembrar que, o queijo Gir foi o vencedor da medalha de bronze no Mondial du Fromage de Tours, um dos principais concursos de queijos do mundo, realizado bienalmente na França.

Fonte: ABCZ
Jornalismo Portal Panorama

Gostou? Então ajude a divulgar. Compartilhe!
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top