Policial / Bombeiros

Após 19 fugas em menos de 10 dias, Agetop informa novo prazo para finalizar obras no presídio de Jataí

Foto: Divulgação
Gostou? Então ajude a divulgar. Compartilhe!

Da Redação Site PaNoRaMa

Em menos de 10 dias 19 detentos fugiram da unidade prisional de Jataí, a primeira fuga aconteceu durante a tarde da segunda feira (13/03), quando os presos teriam serrado as grades de uma das alas do presídio para escapar. Já a segunda ocorrência de fuga aconteceu na tarde de sábado (18/03), quando oito detentos pularam o muro do presídio e entraram em uma mata. Durante a fuga, eles chegaram a entrar nas águas do Rio Claro e um dos presos se afogou e seu corpo foi encontrado pelos Bombeiros Militares.

Após essas ocorrências, a Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop), responsável pela ampliação do presídio, informou na tarde desta quarta feira (22) através de notas nos meios de comunicação oficial do governo de Goiás que está concluindo a ampliação da Unidade Prisional de Jataí, o Centro de Inserção Social (CIS). De acordo com as informações da Agência, a obra está com 88% dos serviços já executados.

A ampliação do Complexo Penitenciário está sendo feita em área com 528,39 m², onde estão sendo construídos blocos de carceragem, recepção, sanitários, parlatórios, pátio de sol, guarita de vigilância e passarela de acesso a guarita.

Ainda nas informações divulgadas, relata que a entrega da unidade prisional está prevista para o primeiro semestre deste ano e tem por finalidade fortalecer o sistema prisional do estado.

No final do ano de 2016, em reunião com a imprensa local, o promotor de Justiça da Vara de Execuções Penais de Jataí, Paulo de Tharso Brondi, relatou que a atual estrutura do local é fragilizada. “A obra de ampliação começa e para. Dura dois dias e para. Precisa terminar, mas é necessário mais que isso”, diz, referindo-se ao pouco efetivo na unidade.

Ele afirmou que não pediria naquela ocasião a interdição do presídio porque precisa de uma solução mais efetiva. “Isso não está em cogitação. Para onde levaria esses presos? O governo fala que é prioridade construir presídios, mas não vejo isso aqui”, acrescenta o promotor.

Segundo levantamento realizado pela redação do Site PaNoRaMa, as obras tiveram início no ano de 2014, no ano seguinte em reunião no Palácio Pedro Ludovico Teixeira, em Goiânia, o governador Marconi Perillo anunciou a autorização da liberação de R$ 400 mil para obras de ampliação da unidade de detenção, que passará de 55 para 135, com abertura de 80 vagas. Porém, por falta de repasse de verbas, por diversas vezes as obras foram paralisadas e as datas de entrega das ampliações foram alteradas.

Da Redação Site PaNoRaMa

Gostou? Então ajude a divulgar. Compartilhe!
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top