Cães & cia

Otite em cães e gatos

Gostou? Então ajude a divulgar. Compartilhe!

Otite é uma inflamação da orelha. A orelha é dividida em três partes: orelha externa, média e interna. Normalmente há dois tipos de otites: otite externa e otite média. A otite externa ocorre quando a pele que cobre a orelha desde o pavilhão auricular até o conduto auditivo externo está inflamada. Normalmente esta inflamação está relacionada com o contato de água, a qual torna a pele viável para que bactérias e fungos proliferem. Outra causa comum de otite externa é a manipulação dos ouvidos pelos proprietários dos animais de forma incorreta, causando lesões, ou mesmo pelo animal no ato de coçar a orelha. As causas de otite externa são multifatoriais e podem ser parte da doença de pele generalizada ou uma doença sistêmica subjacente (hiperadrenocorticismo, hipotireoidismo), causa parasitária, corpos estranhos, estenose do canal auditivo congênito… Cabe ao médico veterinário realizar uma boa anamnese e exame clínico para descobrir a causa primária e tratar corretamente a doença para que não ocorra recidivas.

A otite média resulta da destruição da membrana timpânica e atua como reservatório da infecção e atinge a orelha externa. Existe uma variedade de bactérias comensais resistentes e leveduras que colonizam o canal auditivo sob circunstâncias normais, estes microrganismos não são patogênicos e provavelmente previnem a colonização de outros microrganismos mais patogênicos.

Qualquer raça está sujeita ao aparecimento dessa inflamação, porém, existem raças mais acometidas, como Cocker Spaniel, Teckel, Bassethound, Dachshund, Labrador e Poodle. Isso se deve pela anatomia das orelhas, sendo que aquelas grandes, caídas e peludas influenciam no aparecimento dessa condição.

Normalmente o proprietário vai observar no seu animal os sinais de otite como um balançar de cabeça, o esfregar das orelhas no chão, ou a cabeça pode pender para um dos lados e, em alguns casos, ocorre um aumento de secreção (cerúmen) com alteração de coloração e odor.

Algumas dicas para evitar otites são não jogar água diretamente nas orelhas dos cães e durante o banho colocar um algodão também ajuda. Se o cachorro é nadador, importante secar bem as orelhas após molharem. E evitar limpar o canal auditivo de animais saudáveis, somente a parte externa, pois pode lesionar favorecendo a contaminação bacteriana.

Se você suspeita que seu animal está com otite, leve-o ao médico veterinário para que ele indique o tratamento adequado. Otites são muito comuns e causam um desconforto tremendo para seu pet!

Colunista: Jackelyne Dutra
Revisão: Rosana de Carvalho
Jornalismo Portal Panorama

Aviso importante:
O conteúdo exibido nesta seção (COLUNA), apresenta caráter meramente informativo. O Portal PaNoRaMa não se responsabiliza pelo conteúdo dos colunistas que assinam cada texto, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal PaNoRaMa se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins.

Gostou? Então ajude a divulgar. Compartilhe!
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top