Cães & cia

Como prevenir Halitose causada por tártaros

Gostou? Então ajude a divulgar. Compartilhe!

Halitose ou mau hálito pode ser causado por uma série de doenças gástricas, renais, metabólicas, dieta inadequada… Por isso, a importância de sempre levar seu animal ao médico veterinário para descobrir a causa e tratá-la. Cães de pequeno porte e mais velhos são os mais acometidos e principalmente aqueles das raças Poodle e Pinscher.

A causa mais comum de halitose é por acúmulo de placas bacterianas, evoluindo para gengivites e periodontites. Inicialmente, os cães apresentam um quadro de gengivite que pode ser facilmente reversível se o tratamento for seguido da forma indicada por seu veterinário. A segunda é a periodontite, que é uma inflamação das estruturas mais profundas (periodonto) que suportam os dentes. Daí em diante, os tecidos do periodonto sofrem uma reabsorção e por fim o dente perde sustentação e acaba se perdendo. As bactérias da placa também são responsáveis pelo mau hálito, liberando gases sulfurosos voláteis.

Além dos danos na cavidade oral, pode também causar distúrbios sistêmicos. Endocardite bacteriana, alterações em fígado, rins, articulações, meninges, pulmões. Bactérias da placa bacteriana, bem como seus subprodutos e toxinas, podem ganhar a corrente sanguínea e atingir o organismo como um todo.

Muita gente não sabe que a escovação dentária nos cães e gatos deve ser realizada pelo menos 3 vezes na semana para prevenir o acúmulo de bactérias. Alguns artifícios são usados como coadjuvantes na prevenção, como alguns tipos de alimentos com enzimas ou mesmo formato especial dos grãos, ossinhos, courinhos para mastigar e alguns brinquedos específicos que ajudam a raspar a superfície dos dentes. Mas é importante salientar que nada substitui a escovação como a melhor maneira de prevenir a doença periodontal.

Você deve usar uma escova de dentes feita para cachorros. As cerdas são mais suaves e especialmente anguladas. Escovas de dedo podem funcionar bem para cães abaixo de 13 kg. Para cães maiores, hastes maiores podem dar melhor alcance. Use apenas pasta de dentes para cachorros. Ela vem em sabores agradáveis para o cão, como frango ou carne. Nunca use a sua pasta de dentes, já que ela contém ingredientes que podem ferir o estômago do seu cão.

É muito importante selecionar os alimentos que você irá oferecer ao seu cachorro, evitando alimentos que contenham açúcares, como por exemplo frutas. Rações úmidas também são acumuladoras de restos de alimentos nos dentes do animal, causando proliferação bacteriana. Dê preferencia às rações mais duras.

Agora, se o seu cão já está com periodontite, só é possível tratar cirurgicamente. Não existe tratamento medicamentoso ou caseiro que trate a doença. O procedimento é realizado por médico veterinário especializado. Sempre sob anestesia geral, o paciente é submetido à raspagem da superfície dos dentes, raspagem das raízes expostas, quando houver, polimento dos dentes e eventualmente extração nos casos em que a doença periodontal comprometeu os tecidos de sustentação dos mesmos.

Então, escovar os dentes do seu cão não é frescura! Assim como os dentes das pessoas, os dentes de seus pets também devem ser higienizados com frequência. Isso vale para gatos também!

Colunista: Jackelyne Dutra
Revisão: Rosana de Carvalho
Jornalismo Portal Panorama

Aviso importante:
O conteúdo exibido nesta seção (COLUNA), apresenta caráter meramente informativo. O Portal PaNoRaMa não se responsabiliza pelo conteúdo dos colunistas que assinam cada texto, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal PaNoRaMa se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins.

Gostou? Então ajude a divulgar. Compartilhe!
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top